uma secretária de futuro

workinggirl

Talvez nesse domingo eu devesse escrever sobre um filme a respeito de mães, por causa da data. Mas – talvez justamente por hoje ser Dia das Mães? – me deu vontade de falar sobre meu filme favorito da infância, o primeiro filme que vi no cinema que me fez pensar (inconscientemente) “eu amo cinema”. Não me perguntem o porquê de ser justamente esse filme, e não algo mais infantil!

Será que todo mundo lendo esse texto já assistiu Uma Secretária de Futuro? Pra quem não viu, um breve resumo: Tess McGill (Melanie Griffith) é uma secretária talentosa, ambiciosa e azarada. Após ser transferida de setor, ela acaba tendo como chefe pela primeira vez a charmosa e eficiente Katherine Parker (Sigourney Weaver). Katherine, no entanto, apropria-se de uma ideia de Tess – fazendo com que Tess arquitete um plano B, que possa provar sua capacidade e seu talento.

workinggirl_02

Uma Secretária de Futuro é uma comédia, mas não daquelas de chorar de rir. Também não é necessariamente um primor de elegância, ou sofisticação. Ainda assim, os prazeres proporcionados pelo filme são inegáveis – não é à toa que ele foi indicado a vários Oscar, incluindo Melhor Filme, Diretor e Atriz. Prazeres esses que, de alguma forma bizarra e inexplicável, atingiram o eu de oito anos e me deixaram alucinado com esse filme. Ganhei da minha mãe o vinil da trilha sonora e não parava de ouvir, principalmente a canção-tema Let The River Run, de Carly Simon (vencedora do Oscar).

Alguns desses filmes que marcam a infância perdem o encanto com o tempo; a gente assiste de novo, anos depois, e fica decepcionado – as memórias que tínhamos eram tão melhores que o filme em si! Que tristeza! Ainda bem que rever Uma Secretária de Futuro é, pra mim, sempre um prazer. O filme envelheceu muitíssimo bem, com exceção dos horrorosos penteados anos 80 (basta ver a foto). Joan Cusack continua hilária em praticamente todas as suas cenas; Sigourney Weaver é uma vilã de primeira; Harrison Ford está no auge do charme, e Melanie Griffith mostra que poderia ter sido uma espécie de Marilyn Monroe moderna, antes do botox descontrol (e das más escolhas de papeis) dos anos 90. Como curiosidade extra, vários atores bem famosos agora em pequenas participações: Kevin Spacey, Alec Baldwin, David Duchovny – esse último como figurante em uma festa.

Vale a pena ver, ou rever, Uma Secretária de Futuro. É a minha dica inusitada de “filme que marcou a infância”. Você que está lendo com certeza tem o seu, ou até mais de um (eu tenho outros também). É o tipo de filme bom de se ter em casa, em DVD, “comfort movie”, assim como existe “comfort food”. Viva os comfort movies, e viva as mães que compram trilha sonora dos filmes pros fllhos!

workinggirl_03

Anúncios

Tags: , , , , , ,

2 Respostas to “uma secretária de futuro”

  1. tininhagravatar Says:

    Amei! Vc definiu bem meu tipo favorito de filme , “comfort movie”. Daqueles que da pra ver e rever e comprar o DVD que sempre sera gostoso e leve. Ja to indo procurar esse! 🙂 bjo

  2. Aline F Says:

    É meu filme favorito da infância também! E no meu caso, ganhei o cd com a trilha do meu pai. AMO a música tema e me arrepio quando escuto até hoje.
    Meu sonho era ser secretária por causa do filme, rs.
    🙂

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: