gnocchi

Amanhã é dia 29 e conheço muita gente que segue a tradição do gnocchi da sorte! Eu não tenho dia específico pra comê-lo, mas é algo que adoro. Existem alguns segredinhos para um gnocchi (ou nhoque) perfeito. É importante usar só as gemas, sem as claras. A massa fica com textura melhor e mais coradinha. Usar pouca farinha de trigo deixa a massa mais leve e delicada também. Essas e outras dicas na receita a seguir:

gnocchi01

800 g de batata (de preferência a asterix, a que tem casca rosada)

100 a 200 g (entre 1 a 1 e 1/2 xícara) de farinha de trigo

4 gemas

sal

Cozinhe as batatas com a casca. É importante isso pra ela não absorver água demais. Quando estiverem cozidas, tire-as da água, deixe esfriar um pouquinho e descasque-as. Não deixe cozinhar em excesso, é bom que estejam macias mas firmes.

Jogue um pouco da farinha sobre uma bancada lisa. Esprema as batatas com um espremedor apropriado e coloque-as sobre a farinha. Amasse-as sobre a farinha. Faça um montinho com uma depressão no meio e coloque as gemas e o sal. Trabalhe a massa com as pontas dos dedos, o suficiente para não ficar grudenta, por alguns minutos. Se necessário, jogue um pouco mais de farinha e trabalhe a massa até conseguir chegar numa textura adequada, sem estar grudenta, mas estando uma massa firme. Quanto menos farinha usar melhor, pois a massa fica mais leve e saborosa. Com as mãos bem enfarinhadas, faça rolinhos de cerca de 1,5 cm de diâmetro. Corte os rolinhos em pedaços de cerca de 2 centímetros.

Neste momento, você pode simplesmente pegar um garfo e dar uma amassadinha em cada pedacinho, como se fossem ranhuras nele. É uma forma bem típica italiana fazer isso, e serve também pra aderir mais molho. Cozinhe em água fervente com sal. Quando a gente o joga na água ele afunda. Quando ele subir é por que está pronto e é só pegá-lo com o auxílio de uma escumadeira. Vá cozinhando pouco a pouco, não coloque tudo de uma vez. Reserve o já cozido. Gosto de colocá-lo sobre o molho de uma vez. Meu preferido é um bem tradicional, de tomate. Sempre uso meu molho rústico. Sei que tem gente que gosta de levar ao forno com queijo em cima, mas muitas vezes o gnocchi cozinha demais assim, acaba ficando meio mole. O ideal é no máximo aquecer por alguns minutos no forno, se quiser. Eu geralmente só os coloco em molho bem fervente e sigo a seguir, com bastante manjericão e parmesão ralado grosso por cima. Bom apetite! E boa sorte aos do gnocchi da sorte!

gnocchi02

rendimento 4 porções

tempo de preparo cerca de 2 horas

dificuldade média

imagem_ouvindo

Anúncios

Tags: ,

3 Respostas to “gnocchi”

  1. Camila Says:

    Oi, Gui! A receita parece uma delícia, estou doida para fazer!
    Tem alguma maneira de deixar “semi pronta” para só terminar de fazê-la no dia seguinte?
    Obrigada!
    Beijos!

  2. para as mães, com afeto | moldando afeto Says:

    […] Ou então, massa! O fettuccine com aspargos e frango que é uma receita de família é dos preferidos por aqui. Tem também a clássica pasta alla carbonara, e o delicioso gnocchi. […]

  3. Andressa Pessoa Says:

    Olá Gui,

    Será que fica legal com batata doce?

    Beijos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: