carta amarela #68 – gravando!

imagem_cartas

Belo Horizonte, 28 de novembro de 2013

Queridos amigos,

Quem me vê hoje não acredita muito que eu já fui bem tímido – bom, até dá pra me achar tímido pelo video do cheesecake de nutella. Não tinha muitos amigos na escola, vivia quieto no meu canto, passava desapercebido. E eu sei bem o que eu sentia: inferioridade. Quando pequeno, tinha orelhas enormes e tinha o apelido de dumbo. Um pouquinho maior, era tolhido pelos outros meninos por não gostar de futebol. Mais pra frente por ter uns trejeitos afeminados. Depois por gostar de pintar ao invés de praticar esportes. E assim fui fechando-me no meu mundo, na época. Não me colocava como vítima, só me sentia diferente dos outros e também inferior.

Essas coisas foram passando na época da faculdade, e foi quando observei características tão presentes em mim: me achar menos que outros, temer o fracasso, dar valor maior ao que os outros fazem. Isso tudo por não ter confiança em mim mesmo.

Mas não levo essa timidez só pelo lado negativo não. Foi com ela que aprendi a ser observador. Ao estar ali, fechado pros outros foi onde comecei a observar tudo que acontecia ao redor. Aprendi a captar pequenas coisas, e a sorrir com elas. Foi na timidez que virei ávido leitor, e com isso comecei a brincar mais com as palavras. Foi através delas que comecei a escrever, pois ali, pensadinho e escritinho conseguia “falar” aquilo que vinha de dentro que eu nunca tinha palavras pra expressar falando. Foi com esses hábitos que comecei a criar segurança pra me livrar aos poucos dessa vergonha grande que sentia.

carta68

Na última quinta levantei cedinho e me preparei pras gravações d’O Chef e A Chata. Tomei banho, penteei o cabelo da melhor forma possível. Escolhi algumas louças pra levar. Fiz exercícios vocais. Pensei, repensei. E é só ligar a câmera que vejo como todo meu raciocínio parece se interromper. Esqueço palavras, esqueço a receita. Mas lembro que estou rodeado de gente querida. A gente ri, dança. Dizem que eu faço o pior moonwalk já visto – que, oh vida! – talvez vocês verão também. Repetimos o take trinta vezes se for necessário. O diretor vibra quando acha um ângulo bacana. A produtora pula de alegria quando eu consigo falar o que preciso falar. A Lu me enche o saco mas eu encho o dela ainda mais. Mas é ela que abre um sorriso e diz que tá aprendendo muita coisa. No final, depois de umas 10 horas do longo processo de gravação, a gente se abraça e vai ver um pouquinho do que foi gravado. Coro de vergonha. Não gosto da minha voz, não gosto de como falei tal coisa… Aí penso naquele complexo de inferioridade todo de novo. Não é fácil. Mas é nas tentativas e erros que vou conseguindo, finalmente, fazer tudo dar certo.

Um abraço com uma pitada de coragem, outra de ousadia e mais meio quilo de manteiga,

Gui

Anúncios

Tags: ,

19 Respostas to “carta amarela #68 – gravando!”

  1. fercout Says:

    Ei, bonito! Bom dia! lendo seu post lembre de um filme que parece com essa sua história: As vantagens de ser invisível. Você já viu? um bj da invisível do lado de cá.
    Ps: Não te conheço pessoalmente. Mas acho tudo que você faz tão bonito e tão leve (o blog e as fotos no instagram) que acho você bonito assim. Por isso: oi bonito!

    • gpoulain Says:

      eu gosto do filme mas gosto mais ainda do livro! o livro é todo escrito em cartas, super me identifiquei. além disso mostra mais a relação dele com os livros e com o professor, por isso gosto mais do livro do que do filme. mas a história me lembra um pouco da minha sim, me emocionei várias vezes lendo. muito obrigado pelo “bonito”, fico feliz que goste das coisas que faço! um beijo pra você, bonita! 🙂

  2. Maria de Menicucci Says:

    Sabia que as pessoas mais tímidas que conheço são os maiores escritores que conheço??? E eu tenho o maior prazer de ler os seus textos, queria ter este talento da escrita hahaha Mas na faculdade você não me parecia ser extremamente tímido e introvertido pois andava com uma turminha! Estou curiosa para ver que receita vocês fizeram! Conta????

    • gpoulain Says:

      ô Maria, obrigado! como eu disse no texto foi na faculdade que eu comecei a ficar mais soltinho. não conto as receitas ainda! já fizemos 3 receitas nos dias de gravação, ainda falta bastantinho! mas logo logo entra no ar. 🙂

  3. Lorena Borges Says:

    =*

  4. Rosa Says:

    Gui, você é um fofo e eu amo tudo que faz e diz ” pelo menos aqui no blog”.

  5. LF Says:

    gui, sua história é maravilhosa e seu futuro mais ainda, tenho certeza. não vejo a hora de assistir esses vídeos!

  6. Mônica Says:

    Guilherme,

    Gosto muito da maneira como você escreve. Seu texto é ótimo. Esta sua estória me lembrou daquela do patinho feio. Que belo cisne.
    Bjs,

    Mônica

  7. Bruna Says:

    You are a wallflower.

  8. Rogéria Says:

    Adorei!
    Já estou ansiosa pelo programa!
    Bj

  9. Gabriela Campos Fonseca Says:

    Essa chata é uma fofa!

  10. lizce Says:

    Me lembro que eu também era muito reclusa nos meus tempos de criança, não fui sempre, teve uma época em que eu gostava da convivência, mas as pessoas tem dessas coisas chatas de julgar tudo nos outros, então me fechei. Também foi a partir disso que comecei a devorar livros e hoje sou grata por isso, mas hoje prefiro a companhia deles do que de alguém.
    Uma abraço com uma pitada de coragem para você também. Nos mostremos!

    http://www.lizce.wordpress.com

  11. Patricia Says:

    Imagina uma doida aqui, que acabou de descobrir seu blog, e que está chorando lendo seu post….detalhe, estou no trabalho agora….rs….que delícia de blog! beijos

  12. O Chef e a Chata: Segunda Temporada | moldando afeto Says:

    […] amigos queridos e de também reconhecer alguns defeitos em mim e conseguir trabalhar nisso, como já contei aqui. Acho que essa timidez toda já ficou no passado, né? Semana que vem estaremos no ar! Ah! Agora os […]

  13. Gabi Says:

    Gui, eu acho seu jeito super especial!
    Você arrasou nos videos, ansiosa pelo nova série.
    Parabéns pelo trabalho
    Um Beijo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: