carta amarela #61 – 28

imagem_cartas

Belo Horizonte, 9 de agosto de 2013

Queridos amigos,

Aos 27 parei de gritar de raiva. Ando mais calmo, mesmo explodindo de felicidade. Continuo sem conseguir me controlar.

Aos 27, ri muito. Aprendi a me levar menos ainda a sério. Dancei muito na frente do espelho. Dancei também em estações de metrô. Continuei tropeçando e batendo em todos os lugares. Afinal, as pilastras sempre mudam de lugar pra bem em frente de mim.

eu

Aos 27, tive meu primeiro namoro duradouro. Aprendi ainda mais a arte da convivência. Trabalhei muito. Fui um estagiário muito cabeça dura, aliás. Dei trabalho para os meus chefs com minhas muitas ideias mirabolantes, mas também produzi demais. Queimei-me. Cortei-me. Ganhei ainda mais cicatrizes. Sorrio e tenho uma história, um bolo ou uma madeleine pra cada uma delas. Passei horas e horas enfileirando amêndoas em bolos. Abri mil sorrisos com os sorrisos dos clientes.

Aos 27, voltei pro Brasil. E senti falta do meu cantinho vermelho de 21 metros quadrados. Aprendi que a gente pode sim viver em pequenos espaços. Foi assim que aprendi a me desapegar. Foi assim que aprendi a consumir menos. Foi assim que aprendi a ser mais organizado. Foi assim que aprendi a simplificar mais minha vida. Comecei a pintar aquarelas. E fazer receitas ilustradas. Minha regra continua sendo sair sempre à inglesa (explico: na França o “sair à francesa” é “sair à inglesa”). Continuo gordo de espírito. Serei sempre #teambaleinha. 

Aos 27, chorei num show abraçado a uma amiga. A silent devotion. Entreguei uma carta amarela à Beth Ditto. E a vi cantar no bis a música que eu contei ter sido parte da minha vida. Aos 27 continuo tendo fome o tempo todo. Aos 27 aprendi que ainda tenho muito a aprender. Foi aos 27 que saí pelas ruas em prol do meu país. E que também listei tudo o que eu mesmo podia mudar em mim pra fazer a minha parte em fazer um país melhor. Tive um bigode grandão, de enrolar as beiradinhas.

Dormi de menos. Pensei demais. Trabalhei demais. Comi demais. Idealizei demais. E sim, realizei demais. Continuei vendo o sol nascer sempre que possível. E me senti grato por isso. Minha vida continua tendo trilha sonora. Fins de tarde sempre me dão nostalgia. Durmo de conchinha só nos primeiros dez minutos. Me esparramo na cama. Sempre sou o último da fila. Apesar de estar quase nos 30, ainda me inspiro no Ferris Bueller. Continuo tendo senso de humor. Aproveitei todas as oportunidades possíveis. Senti borboletas no estômago. Amei de mais. Amei de menos. E faria tudo de novo e de novo e de novo. Afinal, je ne regrette rien.

Um abraço e um sorrisão, agora aos 28,

Gui

Anúncios

Tags:

24 Respostas to “carta amarela #61 – 28”

  1. niltim Says:

    Nossa! Cheguei aos 28 há poucos e nem vivi essa intensidade dos 27, mas me emocionei com essa vivacidade que você listou. Muito bonito! Que seus 28 sejam tão delicioso e simples como as receitas que você nós dá… De vida!
    Parabéns!

  2. Simone Drumond Says:

    Parabéns ! Que você tenha sempre muita saúde, disposição, alegria e bom humor. Que você continue distribuindo muita douçura por aí. Bjo grande

  3. Maria de Menicucci Says:

    Parabéns pelo seu aniversário e seus 27 anos muito bem vividos! E viverá muito mais daqui para frente!!

    Mil abraços!!

  4. Raquel Says:

    Parabéns! Eu, que estou chegando aos sessenta, ainda me emociono com o que você escreve e faz. e vale pra mim o seu último parágrafo!
    “Dormi de menos. Pensei demais. Trabalhei demais. Comi demais. Idealizei demais. E sim, realizei demais. Continuei vendo o sol nascer sempre que possível. E me senti grato por isso. Minha vida continua tendo trilha sonora. Fins de tarde sempre me dão nostalgia. Durmo de conchinha só nos primeiros dez minutos. Me esparramo na cama. Sempre sou o último da fila. ……………Continuo tendo senso de humor. Aproveitei todas as oportunidades possíveis. Senti borboletas no estômago. Amei de mais. Amei de menos. E faria tudo de novo e de novo e de novo. Afinal, je ne regrette rien.”
    Abraços de uma fã que ia adorar brincar de cozinhar com você!

  5. Rosa Says:

    Parabéns querido menino! que seu caminhar seja pleno nesta vida maravilhosa. Querido tenho 61. Aprendo tanto contigo, não imagina quanto!…Que Deus esteja sempre contigo.
    Bjos, com muito carinho.

  6. Rebeca Lima Says:

    Gui 🙂
    Parabéns lindão, feliz vinte e oito anos!
    Amo a seção “cartas amarelas”, tem sempre um texto encantador, uma frase penetrante, uma história que da vontade de viver, um exemplo pra parar e refletir, e o melhor acordar e agir. Abração Gui, curte suas férias, renova seus conhecimentos, aventuras e descobertas, e depois vem pra cá contar TUDO! haha. Beijo.

  7. Rogéria Says:

    Emocionante! Parabéns

  8. Juliana Berkenbrock Says:

    Ao longo do tempo a gente aprende a deixar as coisas mais simples e mais ao nosso gosto, pela gente e não tanto pelos outros.. Parabéns!! Continue sempre essa pessoa com palavras sinceras que tocam, fazendo ver as coisas por outro lado. Tudo de bom pra você.

  9. Lu Ferreira Says:

    Tô tão feliz que vc tá feliz xuxu! Já com saudades =)

  10. Mariana Says:

    feliz aniversário, gui! desejo muitas realizações, experiências e aprendizados no seu novo ano! beijo grande

  11. All We Need is Food Says:

    Parabéns, Gui! Muita saúde para você continuar nos fazendo felizes e afetuosas com o seu blog.

  12. Debora Zanovelli Says:

    Nossa, sensacional seu texto! Fiquei emocionada… Te conheci pelo blog Agora sim e seu blog ja está nos meus favoritos!! Parabens pelo estilo de vida, parabens pelo seu trabalho!

  13. Hugo Pinheiro Says:

    Caramba, faço 25 ano que vem. Quero muito sentir algo parecido. Putz, com lagrimas nos olho bem no meio do escritório. Lindo demais!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: