will & will: um nome, um destino

na_cabeceira

Não sei exatamente o por que, mas de alguma forma livros sobre adolescentes vez ou outra me chamam a atenção. Meu livro preferido lido ano passado foi As Vantagens de Ser Invisível, que me emocionou fortemente. Na verdade o que me chama a atenção são livros que mostram como o mundo mental de um adolescente é um reino fértil, bagunçado, cheio de esperanças e dúvidas. Nessa idade não temos muitos problemas reais na vida mas na verdade temos todos eles de alguma forma. E entre sentimentos confusos, pensamentos sem rumo, acabamos amadurecendo pra uma vida que vem ali na frente.

will_grayson_will_grayson

E é nesse interessante mundo mental de dois adolescentes que reside a história de Will & Will: Um Nome, Um Destino. Escrito a quatro mãos por dois autores conhecidos americanos – John Green, autor do best seller A Culpa é das Estrelas, escreve os capítulos ímpares e David Levithan, de Boy Meets Boy e Nick & Norah’s Infinite Playlist escreve os pares – o livro traz a história de dois Wills Grayson. O primeiro (escrito por Green) tem como lema “calar e não se importar”. Quieto e tentando ser a pessoa mais discreta do mundo, tem um único e melhor amigo, Tiny, a “pessoa mais gay do mundo”. Vive entre lidar com a exuberante vida de seu melhor amigo e flertar com Jane, uma garota indie da escola.

O segundo Will (escrito por Levithan), é um adolescente gay, depressivo e antissocial. Lida com o fato de que seu pai o abandonou, entre as dificuldades financeiras vividas por sua mãe e por achar que o mundo não tem um lugar pra si. É interessante ver como todos os capítulos desse segundo Will são escritos inteiramente em letras minúsculas – segundo o autor, é pra representar o quanto o personagem se acha minúsculo ante a vida.

A grande virada vem quando esses dois Wills se encontram num acaso do destino, e com esse encontro aprendem justamente um pouco mais sobre a vida. De passagens emocionantes a outras hilariantes (um dia me pegaram rindo tanto que perguntaram o que estava acontecendo de tão engraçado), me identifiquei com algumas coisas e me diverti lendo um livro de linguagem simples. Segundo o New York Times, é um livro divertido, cru e original. Não teria melhores palavras pra descrever esse sincero livro. Ignorem o arco íris da capa brasileira e se deixem levar por uma história que representa muitos adolescentes indiferente da orientação sexual. E divirtam-se como eu, que não parava de cantar: Hold me closer, Tiny Daaaancer…

Will & Will: Um Nome, Um Destino (Will Grayson, Will Grayson) \ John Green e David Levithan \ Editora Galera Record

Anúncios

Tags: , , , , , ,

2 Respostas to “will & will: um nome, um destino”

  1. All We Need is Food Says:

    Pronto, já fiquei com vontade de ler!

  2. top 5 2013 – livros e cartas amarelas | Says:

    […] Acho que esse livro foi o que mais me fez rir esse ano. Não tem como não se apaixonar por Tiny. Não tem como não torcer para os dois Wills. A adolescência é um reino fértil, bagunçado, cheio de dúvidas e esperanças. E é nesse mundo mental confuso de dois adolescentes muito diferentes que acontece esse livro. Divertido e emocionante. [a resenha completa aqui] […]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: